sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Imersão Fora do Eixo Minas

Nossa Senhora das Cabeças, santa que cuida das ideias e revigora os pensamentos, a padroeira da imersão FEM e do sítio onde foram acolhidas as 50 pessoas que por lá passaram. Processo intenso de trabalho mental durante 4 dias. Vários encaminhamentos foram tomados. Se 2010 foi um sucesso, 2011 nos espera com toda a esperança de uma ocupação cada vez maior.

Segundo o motorista da van, que ficou confinado com a turma, ele nunca tinha visto um grupo tão unido e que trabalhasse tanto. E essa visão é interessante, pois mostra o comprometimento daqueles ali presentes. Durante os 4 dias o ritmo foi intenso, alguns momentos de distencionamento, mas sempre com muita responsabilidade e sem nunca sair do controle.

O principal encaminhamento foi a criação do Ponto de Articulação Regional, com as 40 pessoas presentes e que, a partir de agora, farão a gestão da regional. As frentes se reuniram e tiraram os encami
nhamentos e o planejamento de 2011.

A primeira ação que irá movimentar todo o Brasil e terá seu espaço também em Minas Gerais é o Grito Rock, que foi amplamente discutido pela música, comunicação e sustentabilidade, sendo
que cada frente fez o seu cronograma de produção, produzindo tecs e sistematizando o trabalho.

Outra ação que mobilizará toda a regional é o Circuito Mineiro de Festivais Independentes, que começou em 2010 e se expandirá para 2011, agora co
m o apoio da Conexão Vivo. E pra começar o CMFI bem já entramos com o Festival Escambo e o Congresso Mineiro que será em Sabará esse ano.

Daí pra frente entram as ações de cada núcleo, a Música lançará uma coletânea com os artistas de Minas para dar mais visibilidade ao trabalho de qualidade produzido no estado, além disso promoverá 4 turnês com rotas já estabelecidas.

A Comunicação foi provocada a criar um portal de Minas com notícias furos do cenário cultural de todo o estado, e ela servirá para potencializar as matérias dos blogs dos próprios coletivos e também haverá uma equipe responsável pela produção de conteúdo. Um outro passo que a comunicação sentiu necessidade é a organização de um congresso de comunicação, que acontecerá em Uberlândia, em agosto, com discussões sobre políticas públicas na área e oficinas de capacitação.

A sustentabilidade fez um grand wor
k shop de como fazer e trabalhar com tecs, organizando toda a produção do coletivo. O núcleo estabeleceu um or
ganograma com coordenadorias e a partir de agora vai fazer um acompanhamento trimestral dos mesmos. Os agentes dessa frente também ficaram com a tarefa de fazer um levantamento dos dados dos eventos realizados em 2010.
A Biba, do Coletivo Goma, conversou sobre a importância desse núcleo, não só nas questões financeiras, mas nas questões de relacionamento pessoais deixando claro que a
sustentabilidade é a base de um coletivo e que a partir dela se ergue os outros pilares.

3 comentários:

  1. Gente, que imersão linda. Parabéns aos anfitriões pela beleza do lugar e por receber todos com tanto carinho. Foi uma pena eu não ter id. Queria muito ter participado.

    Grande abraço Colcheiada!!!

    ResponderExcluir
  2. Que orgulho de você, Raíssa! =)

    ResponderExcluir
  3. Parabéns FORA DO EIXO! Parabéns, COLCHEIA! Parabéns Raissa!!!, e que Nossa Senhora da Cabeça continue iluminando voces e VIVA a Economia Criativa!!!

    ResponderExcluir